Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Come Into My Heart

Come Into My Heart

Madrid

12.02.20 | *

Um dia, há muitos anos atrás, perguntaram-me em que cidade europeia gostaria de viver.

Madrid.

 

E, inadvertidamente, aconteceu: vivi no centro da Península Ibérica durante cerca de 3 anos.

Provavelmente a maior aventura que vivi até hoje e que recordo com carinho, pelos sítios que tornei meus e as pessoas que guardo comigo. No entanto, se me perguntassem hoje em que cidade europeia gostaria de viver, a resposta seria outra. Porto. SEMPRE. Porto.

Adiante...

Cheguei a Madrid com um castelhano escasso, para não dizer inexistente. Encarei todo o processo de seleção para o meu cargo como um desafio, partindo do pressuposto que não seria seleccionada. Talvez por isso tenha corrido tão bem.

Desde entrevistas por skype a entrevistas presenciais em Inglês, um pouco de Alemão e um Castelhano muito fingido, houve de tudo. Até que veio a resposta que em menos de uma semana estaria a começar aquela que foi a minha maior aventura.

E fui, sem saber muito bem o que me esperava e como reagiria ao facto de estar a 500km de casa, sozinha - literalmente - sem ninguém conhecido por perto. Para o bichinho do mato que eu era, foi sem dúvida um risco e acabou por ser uma prova superada.

Madrid que me encantava enquanto turista, surpreendeu-me: em determinados momentos pela parte negativa que faz parte desta metrópole europeia, outros existiram em que desde que saía à rua até que regressava a casa depois do trabalho, vivia maravilhada com a sorte que tinha em poder estar ali.

Vivi no Barrio de Las Letras, pertinho da Puerta del Sol e também do Parque do Retiro. Calcorreei aquelas ruas, numa tentativa de fazer com que a semana passasse mais rapidamente para voltar ao meu Porto, mas absorvi sempre os pormenores das ruas, das pessoas e do ambiente que por lá se vive. 

Hoje, ao escrever sobre Madrid, sinto saudades. Aquela palavra tão portuguesa, que mesmo vivendo em Espanha me fazia sentido durante cinco dias de todas as semanas.

Madrid foi o meu ponto de partida para inúmeras viagens. Sonhos. Objetivos.